sexta-feira, novembro 09, 2007

Hoje eu esqueci seu nome. Continuo sem lembrar, na realidade.

É que seu veneno, no encontro, limpou meu ser de ti.

se era máscara, não caiu... ou será que foi a minha paciência que sumiu?

pobre ou rica, essa rima foi sem graça, o veneno como traça comeu teu ser de mim.

1 Comentários:

Às domingo, abril 06, 2008 1:28:00 da manhã , Blogger Renata disse...

texto no estilo "tapa na cara"
=}

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial