quarta-feira, outubro 31, 2007

Só os metafísicos passarão

Na minha casa, nada engraçada, telhado trincado sem chão, sem janelas ou portas, me seguro em você.

Petrificado nasci e sem escolha continuo. Não por vontade, apenas por vício. É que o que antes era pedra agora é aço e minha vida sem laços, me deixou assim.

Cidade qualhada, invenção autofágica, atordoa e maltrata.

Sem rios ou espaço, me desfaço até onde posso para ver se este troço ainda tem caroço...

...mas com aço galvanizado, meus fortes braços não podem...

Que saudade dos dinossauros...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial