segunda-feira, outubro 01, 2007

Ser padre é ser subversivo

Estranho, não? Elementar também.

O padre nega o corpo, fugindo de seu pertencimento, "purificando-se" enquanto alma, para uma possível vida futura sem corpo, no paraíso.

Ser subversivo significa destruir as estruturas de autoridades alheias.

Tendo o corpo alheio ao ser, afastado de si, castigo da alma, e praticando a negação das estruturas de autoridade do mesmo, é então o padre um subversivo.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial