sexta-feira, agosto 31, 2007

são máquinas, máquinas que nos fazem deixar de ser...

são máquinas, máquinas apodrecidas pela história que apelo por romper

são dias e mais dias e noites pela máquina, a máquina quer você

mesmo desejantes e sendentos, apagamos e nos vemos à mercê da máquina

a máquina do tempo, das verdades, do saber...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial